quarta-feira, outubro 19, 2005

Sunshine


Ontem estavas aqui
Moravas na minha rua
Agora moras apenas no meu coração
Já não te vejo
Apenas sinto a tua presença
As tuas dores, as tuas alegrias
Ó irmã da minha alma!
Se soubesses o vazio que sinto
Pela ausência do teu calor, da tua voz
Das tuas palavras doces e imaculadas
Do teu semblante angelical
Guardo apenas as lembranças
Das noites em que choraste no meu colo
Qual criança perdida num mundo cruel
Das vezes que me sacudiste para a realidade
Quando eu andava distraída dos meus objectivos
Construímos castelos tão frágeis
Baseados em sonhos impossíveis
Contos de fadas tão puros e inocentes
Que se desmoronaram sem sabermos porquê
Reflexos apenas da nossa tão grande ingenuidade
De sonhadoras incuráveis
Gémeas que somos
Tanto nas fraquezas como na guerra
Lutadoras até ao fim
Desejava te abraçar para sempre
Ver-te dançar, ver-te sorrir, ver-te chorar
Mas acima de tudo
Estejas onde estiveres
Minha grande amiga, meu raio de sol
Desejo-te amor!

1 comentário:

inconfidente disse...

Essa saudade nem o tempo apagará!
Bonita homenagem.
Boas Festas.